Sobre um tempo que já morreu

(sur un temps qui est mort).

Extinção/Neurose Experimental

leave a comment »

Eu quero desaparecer como um objeto impermanente
Eu quero que os meus reflexos condicionados em relação a você sejam desaprendidos
Quero parar de racionalizar, sublimar
Aprender a desviar minha atenção e não te ouvir mais
Te espantar do meu córtex frontal
Parar de me psicanalisar, avaliar
Desaprender a falsa posse
Reeducar minha linguagem
Me desenvolver e articular por etapas
Me apropriar dos elementos culturais
E depois transpô-los
Esquecer a sua complexidade comportamental
Parar de te arrastar para a profundeza dialética
E olhar nos olhos de um escritor soviético qualquer.

Anúncios

Written by Ísis Amadeu

31 de julho de 2015 às 14:10

Publicado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: