Sobre um tempo que já morreu

(sur un temps qui est mort).

Falsificar

leave a comment »

te planejo
te organizo
sou seu mediador, seu cientista
sua existência está planejada em mim
como os traços de um redemoinho de cabelos na nuca
ou você salta ou me persegue
ou você se arrepia ou se queima
ou você olha nos meus olhos e diz que me pertence
ou deixa de existir.
falar, perceber e agir são um só
relacionar seu corpo ao meu
processo de negação do movimento da sua mandíbula
se eu penso e verbalizo, minha língua se afasta
divergindo, rompemos
enfim, sintetizamos
meu pulso manchado de tinta pede sua mão a apertá-lo
a praticar gestos violentos que me salvem
da violência que há em mim
te fundamento
te materializo
te articulo
te prevejo e tento te tornar como eu
caracterizo

(te falsifico)

e te rompo.

Mar/2015

Anúncios

Written by Ísis Amadeu

31 de julho de 2015 às 13:53

Publicado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: