Sobre um tempo que já morreu

(sur un temps qui est mort).

amnésia retrógrada.

leave a comment »

sua morte nos meus passos, no meu corpo. delírio que morreu atropelado. que se perdeu em meio às minhas memórias dos últimos 20 anos. como eu pude esquecer uma vida inteira se essa foi minha única forma de contato com tudo que eu vim a conhecer até hoje?

me escuta. volta a me escutar e me absorver. quem sabe assim eu recupere parte do que deveriam ser minhas lembranças.

sua morte na minha cama fria e acordada. sua morte como rabiscos pelo meu corpo. sua inexistência como a alma se dissolvendo.

morto como seus olhos em minhas mãos. minha morte nos seus sapatos, minhas raízes a te envolver. eu odeio os vários jeitos como você se materializa frente aos meus olhos. dissolver e mudar as coisas me interessa mais.

a liquidez dos dias. a sua própria liquidez dentro das minhas sensações tão pouco lúcidas. eu te percebo como um líquido gelado que me envolve, a água do chuveiro recém ligado à qual meu corpo precisa ir se acostumando gradualmente.

os dias me sugam, me tragam, me fazem virar cinza. meus sentimentos me poluem, me envergonham, me sujam de uma amabilidade que eu nego. tudo parece querer convergir para me matar.

o que há de errado comigo?

estou evitando escrever. estou evitando assumir que me preocupo. morto, morto, morto, como os finais que eu não conseguia prever naqueles olhos castanhos e quietos. o afago é a véspera do escarro. o amor é o prenúncio da desgraça.

o esquecimento é a verdadeira face da morte.

Anúncios

Written by Ísis Amadeu

8 de outubro de 2015 às 18:58

Publicado em Texto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: